• Notícias
  • Concurso da Polícia Militar de SP fica para novembro

Concurso da Polícia Militar de SP fica para novembro

A publicação do edital do concurso que será realizado pela Polícia Militar do Estado de São Paulo para o cargo de soldado, inicialmente prevista para ocorrer em outubro, deve ficar para novembro. Acontece que a corporação ainda aguarda um parecer jurídico para fechar o contrato com a banca organizadora, antes de fechar o cronograma do certame.

A oferta será de 2.000 vagas e para concorrer é necessário possuir ensino médio completo, idade de 18 a 30 anos, carteira de habilitação nas categorias “B” a “E” e altura mínima de 1,65m para homens e 1,60m para mulheres. A remuneração inicial da categoria é de R$ 2.929,27, considerando salário de R$ 2.357,76 e adicional de insalubridade de R$ 571,51.

A idade máxima para concorrer, de 30 anos, deverá ser considerada até a data da posse, que costuma ser indicada no edital de abertura de inscrições.

O certame está autorizado desde 12 de fevereiro, quando o governador Geraldo Alckmin liberou o aval para o preenchimento de 3.741 oportunidades. Destas, 2.000 foram oferecidas no certame realizado no primeiro semestre, restando 1.741 para o novo concurso, que deverão ser acrescidas de mais vagas surgidas desde então, completando as 2.000 oportunidades.

Processo seletivo para soldado da PM/SP

Quem pretende concorrer já pode ir se preparando, de acordo com o conteúdo programático do concurso iniciado no primeiro semestre. A organizadora foi a Fundação Vunesp, que tradicionalmente tem realizado as seleções para a carreira.

O processo conta com provas objetivas, redação, testes de condicionamento físico, exames de saúde, avaliação psicológica e investigação social, além de análise de documentos e títulos.

A prova objetiva é composta de 50 questões, sendo 18 de língua portuguesa, 12 de matemática, dez de conhecimentos gerais, cinco de noções básicas de informática e cinco de noções de administração pública.

A redação é aplicada no mesmo dia da prova objetiva, mas somente é corrigida de quem conseguir aprovação no exame.

Os títulos contam com dez pontos na classificação final, sendo considerado um ponto para cada ano prestado  no serviço auxiliar voluntário da PM/SP e dois pontos para quem possui carteira de habilitação na categoria ”A”.


Fonte: JC Concursos